Além da Medicina Nº 2

FELIZ ANO NOVO caros leitores!
Mas afinal, por quê este novo ano seria melhor, mais feliz, mais saudável e mais sucedido que os anteriores? Essa pergunta, com certeza já fez parte de nossos pensamentos. Mesmo assim, ano após ano desejamo-nos mutualmente um futuro melhor, mais saúde, mais amor, mais tempo, mais recursos, mais paz, menos peso, etc. Receber e dar um voto é gostoso, sem dúvida!

Os inícios de ano são grandes e belas páginas brancas, momentos propícios para repensar e reescrever tudo! Mas o que é bom não dura, logo o nosso ritmo de vida e nossos hábitos e obrigações retomam a direção da nossa vida. Sim caro leitor, afinal bem poucas coisas mudam, nossas boas intenções e desejos honestos, autênticos e legítimos são rapidamente engavetados, esquecidos, até a próxima cutucada da vida talvez.

Consequentemente, eu poderia continuar esta carta assim: “O ser humano não muda simplesmente e naturalmente quando a necessidade se faz sentir. Ele pode eventualmente mudar somente quando ele é confrontado com sofrimentos físicos e / ou psicológicos insuportáveis, com situações extremas onde já não se encontra mais saída, com grandes perdas e dores por exemplo. Esta é a realidade! Porém, pensando desta forma não teria muito espaço para enxergar a luz no final do túnel. Claro que existe algo mais tranquilo para quem está aberto”.

O assunto da primeira carta foi: “A sua saúde em boas mãos, só nas suas!”. O que foi dito e revelado nela não é difícil de entender. A dificuldade é de mudar algo do nosso dia a dia, observar e questionar nossos hábitos, nosso estilo de vida, desmascarar nossos automatismos.

Nem controlamos nossos pensamentos, somos pensados, não controlamos nosso humor, reagimos (irritabilidade, medo, tristeza, ansiedade, críticas entre outras coisas).
Figura além da MedicinaA parte invisível do iceberg está no controle da nossa vida, por isso reagimos e pensamos depois.

Para poder mudar algo de importante em nossa vida, é necessário aumentar o autoconhecimento (a parte visível do iceberg), precisamos sentir, pensar e assim agir (mãos e coração) com entendimento, motivação (desejo) e adquirir as informações necessárias à realização do objetivo (cabeça).

A saúde não é somente um estômago que funciona melhor, uma articulação que não dói mais, ou um novo modelo de estimulador cardíaco!

Por isso o seu sistema de saúde cuidará de maneira INTEIRA o ser humano que você é. Para tanto PRECISA adquirir um maior autoconhecimento e maior discernimento e responsabilidade.

Parece complexo, mas não é! A vida não muda com um “click”! Mas o primeiro “click” já faz uma diferença, ele pode abrir uma nova tela!

Esta carta é um convite! Um convite a festejar o “novo ano” o ano todo … Um convite a começar o ano 2016 com pé direito.
Para reconstruir um novo equilíbrio de saúde precisamos de dois embasamentos.

O primeiro consiste em ENTENDER O CONCEITO DE SAÚDE (N.1 e 2 da publicação “Além da medicina”)

O segundo é cuidar com prioridade do ecossistema intestinal que é o suporte das principais funções vitais.
A maior chave mestra para a saúde é restaurar uma boa digestão, manter um bom funcionamento intestinal (não somente a frequência das evacuações) e proteger o fígado.

Dr. Jean Marc – Jarinu SP